Mulheres Líderes de Negócios em Inteligência Artificial

Mulheres Líderes de Negócios em Inteligência Artificial

A IBM anunciou em sua conferência Think Digital a lista Women Leaders in IA – Mulheres Líderes de Negócios em Inteligência Artificial.

Isto é, foram reconhecidas 35 mulheres líderes, de 12 países que estão utilizando a Al para impulsionar a transformação, o crescimento e a inovação em diversas indústrias.

Desde 2019, a IBM promove o programa com o objetivo de ajudar a dar visibilidade às mulheres, incentivar maior participação feminina nesse mercado e fornecer às homenageados uma rede de aprendizado compartilhado. Por isso, esse ano o projeto contou com a celebração e networking para que as homenageadas e demais mulheres do negócio aprendessem umas com as outras e descobrissem abordagens para aplicar a IA para resolver desafios urgentes dos negócios.

Abaixo a lista na íntegra das super mulheres:

1. Tiphanie Combre, diretora sênior, Serviço e Automação Assistida por IA, ADP (EUA);
2. Amy Shreve-McDonald, gerente principal de marketing de produtos para experiência digital de negócios da AT&T (EUA);
3. Mara Reiff, vice-presidente de Estratégia e Inteligência de Negócios, Bell Canada (Canadá);
4. Tammy Lucas, vice-presidente de marketing da Best Western Hotels & Resorts (EUA);
5. Sheila Ambruster, gerente sênior de Arquitetura Estratégica, The Boeing Company (EUA);
6. Claire Lucas, chefe de Inteligência Artificial, Bouygues Telecom (França);
7. Rosa Martinez, gerente de Projetos Cognitivos, CaixaBank (Espanha);
8. Michèle Brengou, líder empresarial de Fábrica Cognitiva, Crédit Mutuel (França);
9. Ashley Lawrence, gerente de Projetos de Pesquisa e Inovação, Agência de Contra-Inteligência e Segurança da Defesa (EUA);
10. Maiga Bishop, diretora de inteligência de negócios e análises da Dillard’s (EUA);
11. Jo Ann Tan, Chefe de Infraestrutura, The Hartford (EUA);
12. Susanna Shen, Gerente Geral – TI Corporativa, Hong Kong e China Gas Company Ltd. (Hong Kong, China);
13. Yui Ozawa, Chefe, Equipe de Promoção da AI, its communications Inc (Japão);
14. Ryoko Miyashita, Gerente, Departamento de Atendimento ao Cliente, Seção de Atendimento ao Cliente, JACCS Co., Ltd. (Japão);
15. Momo Tokumon, Gerente Assistente, Vendas pela Web, Japan Airlines (Japão);
16. Karla Capela Morais, CEO e Fundadora, KOY – Law Intelligence (Brasil);
17. Marisa Ferrara Boston, arquiteta líder de automação e IA, Audit Technology, KPMG LLP (EUA);
18. Junko Kato, gerente do escritório de administração de atendimento ao cliente da Meiji Yasuda Life Insurance Co. (Japão);
19. Donna Dodson, Conselheira Chefe de Segurança Cibernética, NIST: Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (EUA);
20. Kristen Bennie, chefe de experiência aberta, NatWest Group (Reino Unido);
21. Lisa Bouari, Diretora Executiva, OutThought AI Assistants (Austrália);
22. Melissa Molstad, diretora de plataformas comuns, estratégia de dados e relações com fornecedores, PayPal (EUA);
23. Linda Maruta, chefe de produto, Pulsar (Reino Unido);
24. Izumi Hatta, Gerente, Grupo de habilidades e diálogo de IA, Rakuten, Inc. (Japão);
25. Amala Duggirala, Diretora de Operações e Tecnologia da Empresa, Regions Bank (EUA);
26. Carol Chen, Vice-Presidente de Marketing Global, Comércio Global, Royal Dutch Shell (Holanda);
27. Monica Pedraza Garcia, Diretora de Operações, Santander (Espanha);
28. Sabine Rinser-Willuhn, gerente de RH Systems, Siemens AG (Alemanha);
29. Aarthi Fernandez, Chefe Global de Produto de Operações de Comércio, Standard Chartered Bank (Singapore);
30. Jenni Barnett, diretora executiva da Digital Telstra (Austrália);
31. Nicole Hein, proprietária técnica do produto, Telstra (Austrália);
32. Lee-Lim Sok Keow, vice-diretora, Temasek Polytechnic (Singapore)33. Paola Molino, chefe de programas de transformação, Vodafone (Itália);
34. Atsuko Shinozuka, Gerente, 3D Smart & Try e Estratégia Omni-Channel, Wacoal Corp. (Japão);
35. Piera Valeria Cordaro, Gerente de Inovação em Operações Comerciais, Wind Tre S.p.A. (Itália).

Confira mais sobre as histórias dessas mulheres no site da IBM.

A diversidade no mercado IA

Para ter uma ideia mais clara sobre a diversidade em IA. A IBM se uniu à empresa Morning Consult para realizar um estudo global com mais de 3.200 profissionais de IA. As descobertas notáveis ​​desse estudo incluem:

– 85% dos profissionais de IA acreditam que o setor se tornou mais diversificado nos últimos anos. Desses, 91% acham que essa mudança está tendo um impacto positivo. E, 74% dos profissionais de IA que acreditam que a diversidade não melhorou, dizem que o setor deve se tornar mais diversificado para atingir seu potencial;
– Embora homens e mulheres que trabalham com IA tenham igualmente probabilidade de se interessar por matemática e ciências. Homens que trabalham com IA têm mais chances de ouvirem que têm um talento natural para matemática e ciências do que as mulheres. Enquanto que as mulheres têm mais probabilidade de ouvirem que têm um talento natural para as ciências humanas, ciências sociais e artes plásticas;
– Dois em cada cinco profissionais que enfrentam obstáculos na implementação da IA ​​relataram desafios na criação da tecnologia ou na adoção de AI pela sua organização;
– As mulheres em IA em todo o mundo foram quase cinco vezes mais suscetíveis do que os homens ao dizer que seu avanço na carreira foi impactado negativamente por seu gênero;

“A inteligência artificial estará no centro da transformação dos negócios na próxima década e para nós podermos mitigar o viés no futuro, precisamos de mulheres e equipes diversas na vanguarda da IA”. Michelle Peluso, vice-presidente sênior de vendas digitais e CMO da IBM, que também atua como líder global da IBM’s Women’s Initiative. “Suas realizações são uma inspiração para todos nós.”

Dados sobre as descobertas utilizando IA

Resultados da pesquisa global de IA da IBM indicam que 34% das empresas pesquisadas nos EUA, Europa e China adotaram IA. Desde a compreensão e a obtenção de insights de dezenas de milhões de documentos financeiros, até a melhoria de novas experiências de integração de novos funcionários, a ajudar as mulheres a ter uma melhor experiência na compra de roupas íntimas, essas líderes estão moldando casos de uso de IA inovadores. Seus esforços em IA ajudaram a aumentar a satisfação do cliente, trouxeram melhorias na retenção de funcionários, tempos de resposta mais rápidos, economia significativa de custos e processos mais eficientes.

Isso quer dizer que, por meio de uma variedade de aplicativos de IA, que a colaboração humana e da máquina pode realmente melhorar a maneira como as pessoas trabalham.

Deixe uma resposta